Opções

Ache fácil

Professores de Simões Filho em greve

Os professores da Rede Municipal de Simões Filho, em assembleia geral da categoria realizada no dia 28 de maio, decidiram entrar em estado de mobilização nos dias 31 de maio, 1º e 2 de junho, e greve daí por diante como forma de garantir o atendimento de suas reivindicações, que vêm a ser:

 

  1. Reposição salarial imediata de índice conforme estudos apresentados pelo Dieese à APLB-Sindicato. A defasagem constatada é de 16,84%;
  2. Correção de tabela salarial retroativo a maio de 2007 de acordo com a Lei Municipal 732 (Plano de Cargos e Salários);
  3. Revogação da Lei 777/09;
  4. Gratificação de classes especiais;
  5. Cumprimento total do Estatuto do Magistério e Plano de Cargos e Salários da categoria;
  6. Plano de Cargos e Salários dos funcionários da Educação.

 

Por esses motivos o magistério municipal solicita da sociedade simõesfilhense apoio a essa luta para que o Município venha a ter um ensino público de qualidade, digno e decente.

 

APLB-Sindicato – Núcleo Sindical de Simões Filho

Top