Opções

Ache fácil

Funcionários da educação não-docentes reivindicam direitos em audiência na Saeb

Nas fotos, Nivaldino Felix fala aos funcionários de escolas em abril de 2011 na cidade de Madre de Deus

Em audiência realizada na Secretaria de Administração do Estado da Bahia (Saeb), na segunda-feira, 12 de dezembro, pela manhã, entre a APLB-Sindicato e representantes da Saeb, debateu-se itens específicos pertinentes aos funcionários da educação básica não-docentes: CET, Concurso Público, Plano de Cargos e Carreira Unificado e Gratificação para os funcionários que concluíram o curso de profissionalização, o programa Profuncionário.

Desses 4 pontos  o governo, segundo os representantes da Saeb, aceita conceder uma gratificação, para os funcionários administrativos que concluíram o curso de profissionalização, que têm carga horária de 1.260 horas, ficando a APLB de formular uma proposta para que a gratificação seja paga aos funcionários administrativos da rede estadual que fizeram o curso

Quanto aos outros pontos, segundo o governo, eles podem ser atendidos em 2013, e admite que em 2012 haverá um concurso de seleção do REDA para funcionário administrativo da educação básica.

Na audiência houve acordo com o governo para a formação de uma comissão para tratar de outros temas.

Participaram da reunião o coordenador geral da APLB-Sindicato, professor Rui Oliveira; o diretor de imprensa, Nivaldino Felix, e o suplente Edimilson Almeida, além dos membros da comissão de funcionários Oscarlinda Gaspar, Lícia de Lourdes e Maria Conceição, e representantes da Saeb.

Top