Opções

Ache fácil

A LUTA DOS FUNCIONÁRIOS PELA VALORIZAÇÃO

 

 

 

Por Nivaldino Félix*

No último dia 3, dirigentes do DEFE participaram de um seminário da regional do Nordeste, na cidade de em Jandaíra,  com a presença de funcionários de municípios como, Acajutiba, Apara, Esplanada, Rio Real. Na ocasião, os palestrantes, Nivaldino Félix (diretor de Imprensa APLB e Coordenador do DEFE), Edimilson Almeida (vice coordenador do DEFE), Dr. José Henrique Santana (advogado da APLB), Cassiano Benevides (diretor regional), Suede de Jesus (diretora da delegacia da APLB local), Paloma Sena (vereadora) e Maria Oliveira Viana (Secretária de Educação de Jandaíra), debateram temas como valorização, assédio moral, plano de Cargo e Carreira Unificado, entre outros.

Há mais de 20 o que o Departamento de funcionário da APLB (DEFE), vem lutando pela valorização dos funcionários da Educação que trabalham em escolas.  Para tanto, a APLB implantou na Bahia o curso Pro-Funcionário, em parceria com a Secretaria de Educação do Estado (SEC).

Com o apoio do Instituto Anísio Teixeira (IAT) e os Institutos Federais implantamos este cursos em 20 municípios da Bahia. Além disso, a nossa entidade realizou 20 Encontros de Funcionários da Educação, visando desenvolver, na prática, a política de valorização para estes profissionais. Desde então, o DEFE tem visitado mais de 200 municípios, estimulando a formação desses servidores públicos.

Hoje,  boa parte dos funcionários tem formação superior, principalmente no interior do estado. Tudo isso transformou o funcionário de escola em protagonista do processo educativo no ambiente escolar.

Como todos sabem, sem funcionários a escola não funciona. Portanto, esses trabalhadores são também protagonistas do processo de ensino e aprendizados. O que falta mesmo é uma política salarial para este segmento da Educação.

Por incrível que pareça, neste cenário de inflação, aumento do custo de vida, os trabalhadores da área estão há 7 anos sem reajuste salarial, sobrevivendo com um salário de R$ 788 por mês. É revoltante a insensibilidade do governador Rui Costa e do prefeito de Salvador, Bruno Reis, frente a esta situação. Temos funcionários públicos na linha da pobreza. Portanto, temos que nos unir para enfrentar esta situação.

Funcionários unidos jamais serão vencidos!

Vamos a luta.!!

 

Nivaldino Félix é Diretor de imprensa e Coordenador do DEFE- BA*

 

Top