Opções

Ache fácil

Fórum de Educação: decreto do governo municipal exclui APLB Cruz das Almas de grupo de trabalho

*Reunião entre diretoria da APLB – Delegacia Sindical do Planalto e o secretário municipal de Educação, Mário Araújo.
Foto: Rafael Lopes.

 

 

O governo de Cruz das Almas deixou a APLB-Sindicato de fora do grupo de trabalho do Fórum Municipal de Educação (FME). O sindicato participou ativamente da Conferência Municipal onde, por meio de seus representantes, validou o Plano Municipal de Educação. Ao todo, 16 membros foram nomeados no decreto nº 45/2017, publicado no mês passado.

A APLB-Sindicato Cruz das Almas repudia, com veemência, sua exclusão num dos lugares mais importantes no âmbito de acompanhamento da educação no município. A entidade lembra ainda, da importância da presença da representação sindical nesse e em outros espaços. Neste ato imprudente, o governo apaga da memória toda a representatividade da Delegacia Sindical do Planalto da APLB.

O grupo de trabalho do FME é composto por representantes de diversos segmentos da sociedade cruzalmense, entre eles de associações de bairros; pais de alunos; Conselhos: Tutelar, de Alimentação Escolar, e de Educação; Câmara Municipal de Vereadores; instituições de ensino superior; professores representantes da secretaria municipal de Educação, entre outros.

O FME, por sua vez, tem como parte das atribuições acompanhar e avaliar a execução do Plano Municipal de Educação e convocar, planejar e coordenar a realização de conferências. Os membros nomeados têm mandato de dois anos.

Fonte:   Assessoria de Comunicação – APLB Cruz das Almas / Rafael Lopes – DRT/BA 4882

Top