Opções

Ache fácil

EM PAUTA: A NEGOCIAÇÃO!

Após sucessivas investidas por parte da direção do sindicato, finalmente foi marcada a reunião da Comissão Permanente de Negociação da Educação! Será na próxima terça-feira, 5 de setembro, quando serão discutidos os pontos da pauta aprovados pela categoria, em assembleia.

Não tenham dúvida que a direção da APLB estará nessa reunião expressando a vontade da categoria, cujo sentimento é de indignação e descontentamento com relação a politica salarial do executivo municipal, representado pelo prefeito ACM Neto, quando se recusa a conceder qualquer percentual de reajuste a todos os servidores municipais para recompor as perdas inflacionárias.

A não concessão de reajuste deixa os aposentados e os professores Reda excluídos de qualquer benefício. Isso é inadmissível!  A direção do sindicato condenou essa prática na mesa de negociação e a categoria reafirmou nas assembleias!

Se isso não bastasse, os trabalhadores em educação são obrigados a estar em escolas com infraestrutura precária, ausência de material didático e de apoio, alunos que não recebem a alimentação escolar adequada, enfim a ausência de atenção que a educação municipal necessita.

LEI TEM QUE SER CUMPRIDA!

Essa é a palavra de ordem! A categoria em assembleia rejeitou o reajuste zero e exige o cumprimento do Plano de Carreira no que diz respeito ao Avanço na Referência (2,5%), concessão da Gratificação de Aprimoramento, Licenças Prêmio e Aprimoramento, publicação da mudança de nível, assim como o pagamento das diferenças devidas. Será dessa forma que a direção do sindicato se posicionará na negociação!

CORTE DE SALÁRIO

Além do arrocho salarial e do não cumprimento integral das leis, a categoria, ao lutar pelos seus direitos, tem enfrentado o autoritarismo do executivo municipal quando sofre corte de salário referente aos dias parados. Já foi descontado no mês de julho, dois dias (11 e 12 de julho), esse mês mais dois dias (19 e 20 de julho) e a SMED já informa que no próximo mês haverá mais descontos (02 e 03 de agosto).

A OFENSIVA!

A direção da APLB estará firme na negociação para que não ocorram novos descontos dos salários, assim como exigirá a devolução dos valores já efetivados.

A direção do sindicato tem estado atenta com relação às ações promovidas pelo executivo municipal. Nesse momento, vem tratando, junto à Câmara de Vereadores sobre a LC nº 04/2017, que altera as Leis Complementares nº s 01/91, 02/91, 05/92, 36/2004 e a 67/2017, que tramita em regime de urgência naquela Casa.

Outra questão que merece atenção é a eleição para gestores escolares. A APLB-Sindicato não abrirá mão de que ocorra o processo eleitoral esse ano!

Trabalhador consciente permanece na luta com o objetivo de derrotar os que retiram direitos, quem explora o trabalhador, que congela por 20 anos os recursos para a educação e saúde, quem privatiza as nossas estatais.

A AGENDA DE CONTINUIDADE DA LUTA ESTÁ SENDO ORGANIZADA CONFORME APROVADA EM ASSEMBLEIA E SERÁ DIVULGADA LOGO APÓS A NEGOCIAÇÃO E OS REPRESENTANTES SERÃO TAMBÉM CONVOCADOS PARA DISCUTIR O CUMPRIMENTO DESSA AGENDA.

UNIDADE E LUTA DEVE SER A MARCA DESSA AGUERRIDA CATEGORIA!

 

Top