Opções

Ache fácil

REDE MUNICIPAL – COMO VOLTAR ÀS AULAS PRESENCIAIS SEM OS AUXÍLIOS TRANSPORTE E ALIMENTAÇÃO?

 

Nas negociações realizadas entre o prefeito, secretário da Educação e a APLB-Sindicato, constava na pauta o pagamento dos auxílios transporte, alimentação e a gratificação de periferia.  Os trabalhadores em educação foram tomados de surpresa quando de posse do contracheque, não constava os valores referentes aos benefícios citados. A indignação tomou conta de todas/os!

A pergunta que precisa ser feita ao secretário da Educação: como os trabalhadores em educação vão se deslocar de casa para a escola sem o auxilio transporte? Como poderão trabalhar dois, três turnos sem o auxilio alimentação?  Já não basta a ausência de reajuste salarial que não ocorre há anos? Já não basta a apreensão, o estresse que toma conta de todas/os por conta desse vírus?

Os professores estão nas escolas recebendo os seus alunos, ainda que correndo todos os riscos por conta do vírus que ainda circula entre nós. Precisamos manter a fiscalização das escolas para comprovar se estão em condições de funcionamento e se estão cumprindo os protocolos de biossegurança elaborados pela própria SMED.  A exigência da APLB-Sindicato é que a SMED envide todos os esforços no sentido de observar o cumprimento rígido dos protocolos de biossegurança nas escolas.

De imediato, a APLB-Sindicato encaminhou documento ao executivo municipal exigindo a correção imediata do que se segue:

Os auxílios transporte e alimentação devidos;

A gratificação de periferia, benefício que facilita a locomoção daqueles que trabalham em escolas de difícil acesso;

A Gratificação por Otimização do Tempo dedicado às atividades docentes em sala de aula, retirada de forma injustificada de muitos professores;

Devolução de valores descontados de professores, especialmente os que se encontram em restrição funcional;

Lembramos a todos/as que preencham o formulário de verificação dos protocolos nas escolas elaborados pela APLB-Sindicato e encaminhem o mais rápido possível para que possamos ter um quadro real da situação de toda a rede. Para quem ainda não teve acesso ao formulário, acessem o link abaixo dessa nota.

ACESSE AQUI

 Juntas/os na luta!

Em defesa da democracia, da educação pública de qualidade, dos nossos direitos!

Em defesa da vida!

Fora Bolsonaro!

 

Top