Opções

Ache fácil

PNotícias – Após anúncio de possível retomada das aulas presenciais, sindicato dos professores afirma que poderá fazer greve e acionar a Justiça

 

Sindicato alega que população também é contra a retomada

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado (APLB) alertou que, caso o governo do Estado ou a prefeitura de Salvador anunciem o retorno das aulas presenciais, a categoria fará greve e poderá acionar a Justiça contra a retomada das atividades, se for necessário. Rui Oliveira, presidente da APLB, disse que “não tem sentido colocar vidas em risco para criar um clima de que a Covid-19 acabou por causa das eleições”.

Oliveira se mostrou totalmente contra a decisão da retomada das aulas presenciais. Ao BNews, ele contou que esteve com o governador Rui Costa (PT), na quarta-feira (27) e comunicou o posicionamento do Sindicato. Ele disse: “Eu disse a ele que era inadmissível retornar as aulas neste momento. Nove estados já decidiram que não haverá mais aulas presenciais em 2020. Se houver a determinação da retomada nas redes estadual e municipal, iremos fazer greve em defesa da vida. Vai recuperar o que mais este ano? Não quer dizer que o ano letivo esteja perdido, pois pode emendar em 2021, mas são necessários planejamento e discussão de metodologia. 

Oliveira alegou também que a população é contra a retomada das aulas e reforçou que espera que o posicionamento de Rui Costa e do prefeito ACM Neto (DEM) continue sendo de “defender a vida” acima de qualquer coisa. Ele finalizou: “Ano letivo tem como recuperar, já a vida não tem como negociar”. 

Top