Opções

Ache fácil

Nesta sexta-feira, 29 de maio: paralisação dos funcionários de escolas estaduais

Contatos com Nivaldino Felix (poetafelix@bol.com.br), telefone 8224-6271 – diretor da APLB-Sindicato

 

No dia 13 de julho de 2008, no 13º Encontro Estadual dos Funcionários de Escolas da Educação, foi aprovado por unanimidade uma paralisação por 24 horas no dia 29 de maio de 2009. Naquela oportunidade, estavam presentes 500 funcionários das redes municipais e estadual representando 108 municípios.

 

O descaso do governo do Estado da Bahia, e de prefeituras municipais para  com os funcionários de escolas têm causado indignação aos trabalhadores de escolas, alvo das políticas de arrocho salarial, perdas de conquistas hsitóricas, como vem acontecendo com funcionários de escolas da rede Estadual da Bahia, que perderam 20% de gratificação do CET só no governo Wagner. Os trabalhadores públicos também querem Plano de Cargos e Salários, concurso publico e gratificação de periferia.

 

Os funcionários do interior também clamam por respeito, muitas vezes os prefeitos pagam os professores e se esquecem dos funcionários, o atraso do salário é constante, em muitos municípios que ainda pagam abaixo do mínimo, o 13º salário não existe, além disso não há um Plano de Cargos e Salários.

 

Vamos à paralisação no dia 29 de maio!

 

AGENDA:

 

No dia 08 de maio reunião com os funcionários das escolas de Mussurunga e São Cristóvão – 17 horas

 

No dia 20 de maio, reunião com os funcionários da escolas do Subúrbio, às 16 horas na Escola Almirante Barroso

Top