Opções

Ache fácil

Morre, aos 91 anos, o ex-governador Waldir Pires

O ex-governador da Bahia e ex-ministro, Waldir Pires, 91 anos, faleceu na manhã desta sexta-feira (22/06), vítima de uma parada cardiorrespiratória. Waldir estava internado no Hospital da Bahia desde a noite de quinta-feira (21), com um quadro de pneumonia. O Governo do Estado da Bahia decretou luto oficial de cinco dias.

Descrito como calmo e sereno por amigos próximos e citado até por adversários como ‘político íntegro’, empenhado na defesa da democracia e no combate à corrupção, Waldir Pires era um nome muito respeitado no cenário baiano e brasileiro.

Na década de 50, elegeu-se deputado estadual e, posteriormente, federal. Foi vice-líder do governo Juscelino Kubitschek, foi também consultor-geral da República no governo de João Goulart e, após o golpe militar de 1964, acabou exilou-se no Uruguai e na França, voltando ao Brasil em 1970. 

Foi ainda ministro da Previdência na gestão de José Sarney e primeiro governador da Bahia eleito após o regime militar (1987-1989), sendo fundamental na primeira derrota do carlismo no Estado. Em 2002, ocupou, a convite do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o cargo de ministro-chefe da CGU, onde ficou até 2006. Lá, criou instrumentos de fiscalização como o Portal da Transparência. Posteriormente ocupou o cargo de ministro da Defesa, também no governo Lula. Seu último cargo político foi como vereador de Salvador entre os anos de 2013 e 2016.

Natural de Acajutiba (BA), Waldir Pires era filiado ao PT. Formou-se em Direito e liderou o Movimento Antinazista. O governador do Estado, Rui Costa, decretou luto oficial de cinco dias.

O velório de Waldir Pires será neste sábado, 23, a partir de 9h, no Mosteiro de São Bento, na região do centro de Salvador. Lá, será realizada uma missa às 16h30. Em seguida, o corpo segue para o cemitério Jardim da Saudade, no bairro de Brotas. A cerimônia de cremação será no domingo, 24, em horário a confirmar.

Waldir Pires, presente!

Top