Opções

Ache fácil

Categoria contabiliza 38 escolas municipais com casos de Covid-19 e reforça estado de greve: Essencial é a vida!

 

Categoria contabiliza 38 escolas municipais com casos de Covid-19 e reforça estado de greve: Essencial é a vida!

A APLB Sindicato informa, por meio deste comunicado, que até a tarde desta sexta-feira (14) foram contabilizadas 38 escolas municipais que apresentaram casos de Covid19 em seu quadro de funcionários. Os casos surgiram logo depois das unidades terem sido reabertas para atividades presenciais, seguindo decreto da prefeitura de Salvador, o qual não compactuamos e consideramos autoritário, pois foi construído sem diálogo, colocando em risco vida dos trabalhadores da educação e dos familiares dos estudantes.

As unidades escolares estão distribuídas em nove Gerências Regionais de Educação (GRE) nas localidades da Cidade Baixa/Liberdade; Cajazeiras; São Caetano; Cabula; Subúrbio I; Subúrbio II; Centro e Pirajá. Ao todo, as 38 escolas estão espalhadas por 26 bairros da capital baiana.

As informações foram coletadas pela APLB Sindicato, junto com diversos coletivos de trabalhadores de educação. Diante deste cenário, reafirmamos nosso estado de greve e a manutenção das aulas remotas até que toda a categoria seja imunizada, com as 1ª e 2ª doses da vacina.

Num cenário como este, acreditamos que a retomada de aulas presenciais é fazer do espaço escolar – onde deve ser priorizada a segurança e o bem estar – em um perigoso laboratório em meio a pandemia que chega a marca de 430 mil mortes no Brasil.

Diante do atraso do esquema vacinal na capital baiana, da não imunização dos profissionais de educação, dos riscos iminentes de contaminação das comunidades escolares e da insegurança sanitária que a infraestrutura das unidades apresentam, a APLB reitera ser inconcebível a tentativa açodada e intimidatória da prefeitura em obrigar o retorno presencial. Reafirmamos, ainda, nosso compromisso com a educação pública de qualidade, com a categoria 100% disponível para dar continuidade as aulas remotas, o que vem fazendo desde março de 2020.

Disponibilizamos, abaixo, a lista de escolas que apresentaram funcionários contaminados. Muitos desses profissionais exercem atividades em diversas escolas, tornando a situação ainda mais preocupante.
Para nós, trabalhadores e trabalhadoras da educação, está mais do que evidente que o momento não é de retorno às salas de aula. O momento é de preservação da vida e esta consciência encontra apoio não só de pais e mães, mas de trabalhadores dos quase 417 municípios baianos.

Denúncia – A APLB encontra-se disponível para maiores esclarecimentos e pede a todos e todas que entrem em contato com o sindicato caso haja conhecimento de mais profissionais contaminados, através do WhatsApp (71) 98192-8274.

Agradecemos a colaboração de todos e o apoio da sociedade nesse pleito pela vida. Educação não é mercadoria!

Lista de escolas municipais com profissionais ou demais pessoas infectados por Covid-19 (14/05/2021):

1. Escola Municipal Teresa Cristina, em Piatã;
2. CMEI Geórgia Maria Barradas Carneiro, em Itapuã;
3. Escola Municipal Bairro do Parque São Cristóvão João Fernandes da Cunha, em São Cristóvão.
4. Escola Municipal Professor Freire Filho, no Bonfim;
5. Escola Municipal Cardeal da Silva, no IAPI;
6. CMEI Arlete Magalhães, em Roma;
7. Escola Municipal Iracy Fraga, em Águas Claras;
8. Escola Municipal Eduardo Campos, em Águas Claras;
9. Escola Municipal Fazenda Grande II, em Fazenda Grande II;
10. Escola Municipal Cajazeiras XI, em Cajazeiras XI;
11. Escola Municipal Batista de São Caetano, em São Caetano;
12. CMEI Angelina de Assis, em São Caetano;
13. Escola Yolanda Pires, em Fazenda Grande do Retiro;
14. Escola Municipal Nossa Senhora de Guadalupe, no Alto do Peru;
15. Escola Antônio Carlos Magalhães, em São Caetano;
16. Escola Batista de San Martim, no Alto do Peru;
17. Escola Municipal Maria Felipa, em Tancredo Neves;
18. Escola Municipal Fonte do Capim, em Fazenda Grande do Retiro;
19. Escola Municipal Tomaz Gonzaga, em Pernambués;
20. Escola Municipal Professora Anfrísia Santiago, em Fazenda Grande do Retiro;
21. Escola Municipal Eufrosina Miranda, no Lobato;
22. CMEI Mario Altenfelder, no Lobato;
23. CMEI Paulo Bispo Braz, em Nova Brasília de Valéria;
24. Escola Municipal Professor Italo Gaudenzi, em Fazendas Coutos III;
25. Escola Municipal Joaquim Magalhes, em Itacaranha;
26. Escola Municipal Cristóvão Ferreira, em Itacaranha;
27. Escola Municipal Manoel Faustino, em Itacaranha;
28. Escola Municipal de Fazenda Coutos, no bairro de Coutos;
29. Escola Municipal Maria Constança Moraes de Carvalho, no Lobato;
30. Escola Municipal Alvaro Vasconcelos da Rocha, em Coutos;
31. Escola Municipal Ilha dos Frades, na Ilha dos Frades;
32. Escola Municipal Visconde de Cairu, no bairro de Paripe;
33. Escola Municipal de Paripe, em Paripe;
34. Escola Municipal Dom Pedro I, em Paripe;
35. Escola Municipal Amélia Rodrigues, no Tororó
36. Escola Municipa Nossa Senhora da Vitória, na Graça;
37. Creche e Escola Primeiro Passo, no bairro de São Marcos;
38. CMEI Unidos do Castelo Branco, no bairro de Castelo Branco;

 

 

 

 

 

 

Top