Opções

Ache fácil

APLB-SINDICATO REPUDIA ATAQUE DE BOLSONARO A PROFESSORES (AS) E SINDICATOS

A APLB-SINDICATO dos Trabalhadores em Educação na Bahia vem a público repudiar a declaração do presidente da República, Jair Bolsonaro, contra professores e professoras do Brasil. Demonstrando total falta de respeito e desconhecimento da realidade, durante uma live presidencial, realizada nesta quinta-feira (17), Bolsonaro atacou professores dizendo que eles não querem trabalhar.

“Para eles tá bom ficar em casa”, disse o presidente, ao afirmar ainda que sindicatos de professores têm interesse que alunos “não aprendam”.

Temos um presidente que manifesta constantemente o seu desprezo pela classe trabalhadora, bem como os movimentos, as organizações, a exemplo dos sindicatos, que a representam e lutam por seus direitos.

Bolsonaro desconhece ou finge não saber que, segundo pesquisas dos principais institutos do país e, inclusive, realizadas por este sindicato, com jornadas duplas e até triplas, educadores das redes pública e privada atualmente têm sobrecarga de trabalho e enfrentam desafios técnicos e emocionais para cumprir seu ofício em tempos de pandemia, em meio à rotina de aulas remotas.

A APLB-SINDICATO manifesta aqui o seu protesto contra este governo, cujo foco é atentar contra a democracia, os direitos, a vida da população.

A APLB-SINDICATO exige respeito do governo aos nossos educadores, essenciais na construção de uma sociedade. Seguiremos lutando em defesa da Vida, da Educação, pela valorização dos nossos profissionais de ensino, desenvolvendo ações incisivas de enfrentamento à política autoritária, desumana e de retrocesso praticada pelo governo Bolsonaro.

Top