Opções

Ache fácil

Escola Alexandre Leal Costa pede socorro!

Mais um ano em que a Escola Municipal Alexandre Leal Costa passa por problemas estruturais sérios! A APLB-Sindicato confirmou isso ao levar a equipe de filmagem do Projeto “A APLB NAS ESCOLAS” e registrou os sérios problemas em relação a sua estrutura, comprometendo o seu efetivo funcionamento e o aprendizado dos alunos. Sem alternativa e para que os alunos tivessem o mínimo de prejuízo, foi instituído o sistema de rodizio, ou seja, os alunos recebem atividades programadas para realizarem em casa e só têm contato com seus professores quinzenalmente.

Na manhã da última segunda, 09 de outubro, um grupo de professores dessa escola procurou a direção da APLB pra buscar apoio e um direcionamento, pois foram surpreendidos pela direção da Escola com a notícia de que parte da escola iria funcionar em outro local, em vista de quatro das sete salas precisarem ser interditadas e os professores e alunos serem realocados para o salão anexo ao CMEI Paroquial de Santana. Os professores argumentaram que geraria grandes transtornos na logística das aulas, pois como a escola é de Fundamental II e os professores na sua grande maioria dão aula em todas as turmas, precisariam se deslocar durante o turno de aula de um local para o outro, o que provocaria desgaste e perda de tempo para o professor.

A APLB- Sindicato imediatamente entrou em contato com o Secretario de Educação, Bruno Barral, relatando essa situação, além de cobrar uma solução imediata para o problema. Foi então combinado uma reunião na escola para o dia seguinte, (terça feira, 10/10) com as presenças do Secretario de Educação, da direção da APLB, professores, representantes de pais, da equipe de Gestão e representantes da GRE Centro.

Após algumas horas de reunião onde todos foram ouvidos, ficou firmado que o tempo pedagógico do aluno será garantido e os horários dos professores serão organizados de maneira que durante o turno de trabalho, não necessitem se deslocar do prédio central ao prédio anexo, prevalecendo, portanto o bom senso para a maioria dos presentes.

 O Secretario de Educação se comprometeu em acionar a guarda municipal para atuar na área de acesso entre os dois prédios, garantindo, portanto, a segurança dos alunos e profissionais da educação. Ficou acordado também que a estrutura no prédio anexo será montada de forma a atender as necessidades das turmas. Por fim, foi firmado o compromisso de uma solução ágil para o pleno funcionamento da escola Alexandre Leal Costa para o ano letivo de 2018.

A APLB-Sindicato continuará acompanhando a escola, a fim de que sejam cumpridos os compromissos firmados nessa reunião.

É a APLB mostrando a realidade das escolas do município de Salvador.

 

   

Top