Opções

Ache fácil

APLB-Sindicato repudia condenação do ex-presidente Lula

Mesmo sem ser dono do chamado triplex do Guarujá, que pertence à empreiteira OAS, o ex-presidente Lula foi condenado nesta quarta-feira (12) pelo juiz Sergio Moro a 9 anos e meio de prisão, sob a acusação de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Segundo a denúncia do MPF, Lula teria recebido R$ 3,7 milhões em propina por conta de três contratos entre a OAS e a Petrobras: a reforma de um apartamento no Guarujá e o pagamento do armazenamento de bens de Lula seriam parte desse benefício.

APLB participa de ato no Fórum Ruy Barbosa contra a condenação de Lula (Foto: Elza Melo)

No último dia 20, a defesa do ex-presidente sustentou que a OAS não tinha direitos para repassar o triplex a Lula, uma vez que todos os direitos econômicos e financeiros sobre o imóvel foram passados para um fundo gerido pela Caixa Econômica Federal.

Porém, esse ataque já estava orquestrado, e mesmo sem provas, mesmo ferindo a lei, o que importa para os golpistas é retirar Lula da disputa eleitoral de 2018!

Temos a convicção que somente um novo governo progressista pode desmontar a armadilha do golpe e dar um basta na retirada dos direitos sociais, como os direitos trabalhistas, que acabam de ser desmontados por essa reforma conduzida por Temer.

Por isso, a APLB-Sindicato manifesta a sua indignação e repudia a decisão proferida pelo juiz Sérgio Moro, que visa tão somente atacar a esquerda, desviar a atenção sobre os danos da nefasta aprovação da reforma trabalhista e o julgamento do ilegítimo Michel Temer, e principalmente, influenciar nas eleições de 2018.

Como entidade classista, combativa e de luta, a APLB se irmana a todos os democratas dispostos a se mobilizar pela garantia do Estado Democrático de Direito e contra as injustiças e os excessos que vêm sendo cometidos pelo Poder Judiciário.

APLB-Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia

Top