Opções

Ache fácil

Ato Ecumênico em Defesa da Nação e dos Trabalhadores Brasileiros fortalece luta pela garantia dos direitos

   

 

Em luta contra as reformas da Previdência e trabalhista, a APLB-Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia promove nesta terça-feira,  25 de abril (terça-feira), pela manhã na Fundação João Fernandes da Cunha (antigo Clube Cruz Vermelha), Largo do Campo Grande, um Ato Ecumênico em Defesa da Nação e dos Brasileiros.

O ato reúne diversas denominações religiosas e movimentos sociais. A APLB acredita que o testemunho de fé ajudará a direcionar a luta em defesa do Estado Democrático de Direito, dos direitos dos cidadãos e dos trabalhadores brasileiros. O encontro se pauta pela busca da justiça, da paz social e da dignidade humana.

A APLB-Sindicato entende que os direitos sociais constituem-se na garantia da dignidade do ser humano e cabe ao Estado proteger e garantir esses direitos estabelecidos na Constituição Federal, proporcionando aos brasileiros e brasileiras o exercício  da sua cidadania, por meio da educação, saúde, alimentação, trabalho, segurança,  moradia,  assistência social.  

“São direitos básicos, inalienáveis que estão sendo maldosamente retirados por um governo insensível aos reclamos do povo. Isso resultará na ampliação da condição de miséria para o nosso povo, o que trará graves consequências sociais”, destaca o professor Rui Oliveira, coordenador-geral da APLB-Sindicato.

Confira abaixo o documento emitido pela APLB-Sindicato e entregue durante o Ato Ecumênico:

 

 

 

 

 

 

Notícias anteriores

Top